Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009
Imagem
(Foto: Carmesim - Jaquelyne A. Costa) Petrolina/2008

Michael, uma lembrança enfim...

Imagem
(Foto: Michael Jackson vestido de Charles Chaplin)
Childhood
(Michael Jackson )

Have you seen my childhood
I'm searching for the world that i come from
Cause i've been looking around
In the lost and found of my heart
No one understands me
They view it as such strange eccentricities
Cause i keep kidding around
Like a child, but pardon me
People say i'm not okay
Cause i love such elementary things
It's been my fate to compensate
For the childhood i've never known
Have you seen my childhood
I'm searching for that wonder in my youth
Like pirates and adventurous dreams
Of conquest and kings on a throne
Before you judge me
Try hard to love me
Look within your heart then ask
Have you seen my childhood
People say i'm strange that way
Cause i love such elementary things
It's been my fate to compensate
For the childhood i've never known
Have you seen my childhood
I'm searching for that wonder in my youth
Like fantastical stories to share
The dreams i would dare
Watch me fly
Before you j…

Meu coração arquiteto

Imagem
(Foto: Cena do filme O curioso caso de
Benjamin Button)
Estou pedindo pra você ficar
Conheça melhor o meu plano
Meu coração arquiteto vai montar
uma vida inteira para nós dois.
Vamos, estou pedindo com tanto carinho
Quero que venha por este caminho
Eu lhe garanto que vai ser bem melhor
Vou ser seu grande e derradeiro amor.
Estou pedindo pra você me ouvir
Aquela solidão não serve de nada
Pra que ficar com medo do porvir
A felicidade está dentro desta casa
Que o meu coração quer lhe construir.
Agora que você está comigo
Meu coração não é mais cheio de vazio
Eu vou deixar que aquela brisa entre
E beije a sua face toda manhã
Passando as cordas do seu violão
Assobiando a nossa canção.


Jaquelyne de Almeida Costa

Não gosto de falar sobre política, mas é preciso...

Imagem
Eu não gosto de falar sobre política
Principalmente sobre políticos
Talvez a culpa não seja a política em si
Mas o soto-caráter de quem decide assumi-la.

Me irrita falar sobre político
Principalmente daqueles dissimulados
Que roubam, além do dinheiro,
A dignidade de um povo
A confiança de um povo
E sorriem diante as câmeras da TV.

Decididamente não gosto de político
Nem de suas gravatas e ternos
Nem de suas falsas-modestias
Nem de seus discursos treinados
Onde a frase “não fui eu, não sei de nada disso”
É corrente e irritante.

Não suporto os políticos sarneysianos
Cínicos palhaços de ternos
Donos de ilimitado patrimônio ilícito
De castelos desativados
De meios de comunicação
Com seus nomes em escolas, ruas e honrarias.

Eu detesto essa politicagem suja
Em que meu país se atola
Essa lama ácida que corrói a verdade no Senado
Na Câmara, nos palácios, nos funcionários...

E como todo brasileiro que se preze
Eu acredito num dia de revolução
Nossa bandeira empunhada ao peito
Consciência afiada e desafiadora
Contra essa “é…

Quando eu tiver oitenta anos

Imagem
( Tempo e face: um antigo retrato - Jaquelyne A. Costa Petrolina/2008)

Quando eu tiver oitenta anos
Quero um pouso tranqüilo
Dessa encarnação.
Bastam os suspiros
Um sono sempre tranqüilo
E a flor que cultivei
A minha vida inteira:
Jardim de uma vida só.
Que a pena me seja leve
Depois daquela fronteira
Que a morte faz frente
E eu sua passageira.
Quero ir junto ao vento
Qual asa duma borboleta
- Um dia trabalho muito,
Duma leve beleza,
Num outro já não mais serve.
Quando eu tiver oitenta anos
- O tempo terá sido fiel –
Colherei a minha flor
Pétala por pétala
E as repartirei
Entre os meus diletos:
Terei partido jardineira
Como eu sonhava
Quando não tinha esse peso nos olhos.


Foto e Poema: Jaquelyne de Almeida
Costa

Em comemoração ao Dia Mundial da Fotografia

Imagem
19 de agosto é o dia mundial da fotografia e nada como um pouco da história dessa arte para comemorar esta data especial. Acredita-se que as primeiras imagens jornalísticas publicadas pela imprensa são panorâmicas da rua St. Maur, realizadas nos dias 25 e 26 de junho de 1848 pelo fotógrafo Thibaut durante uma revolta em Paris. Leia mais em: http://galeriamagem.blogspot.com/
Fonte: Galeria MAGEM Visite também: Kodak http://www.kodak.com/BR/pt/consumer/fotografia_digital_classica/para_uma_boa_foto/historia_fotografia/historia_da_fotografia.shtml?primeiro=1

O que guarda a árvore

Imagem
O que guarda a árvore/Juazeiro 2008 Jaquelyne A. Costa

Saudade - essa palavra melancólica...

Imagem
Há dias que estou carregada de saudade.
Saudade do primeiro dia em que estive naquela sala enorme e quente da faculdade.
Uma turma barulhenta que logo foi pegando amizade, havia grupos e havia a união repleta sim!
Me recordo a impressão: "Quatro anos e meio?! Nossa! Vai demorar pra passar!!!"
E nem demorou!
Olha eu aqui hoje sentindo falta de reclamar em andar, toda tarde, pontualmente às 13h, naquela avenida quase sem árvores!
Olha eu aqui hoje sentindo um vazio enorme, sabendo que minha tarde poderá ser regada de um choro terno, um choro de saudade...
Como vai ser agora não chegar naquela sala (agora muito fria pelo ar-condicionado) e não dar boa-tarde a Cecílio (e fazer aquele símbolo de roqueiro para perceber em seu rosto o sorriso bonito e tímido que ele possui), Carol( e cantar com ela sua alegria eterna), Luana (suas risadas juntamente com as de Pablo vão marcar uma época!!), Bruna (Bruninha que é sempre tão calada mas que eu gosto muito dela assim desse jeito!!), Quércia (…

Ofício de Janeflí

Imagem
(Cena do filme The Innocentsbaseado no livro A volta do
parafuso
de Henry James)
Profetisa ancestral
Vinda das paisagens gregas
Em antigos jardins passeia
Plantando suas visões
As nuvens lhe são o écran
De onde a vida lhe passa relâmpago
Notícias trovões abruptas
São os dons que lhe surgem
- motivo de todo o seu afã.
O agudo que soa
em seu ouvido esquerdo
as vozes que ecoam
sem se fazerem nítidas
as pessoas que vê
a passearem leves como brisa
e se pergunta a outrem
lhe ouve dizer “não vi”:
são os mistérios do ofício de Janeflí.


Poema: Jaquelyne de Almeida Costa

A menina do último andar

Imagem
Alguma coisa estranha
Pensa a menina do último andar
Todo dia pula a janela
Fica perto do céu
Quer aprender a voar.
Alguma coisa estranha
Canta a menina do último andar
Toda noite de lua cheia
Se debruça na janela
Fica perto do vento
Quer encantar os peixes do mar.
Alguma coisa estranha
Faz a menina do último andar
Toda tarde liga a tevê
Fica perto do espelho
uma princesa quer representar.
Alguma coisa estranha e linda
Apronta a menina do último andar
Toda a vida olha para o céu
Fica perto de Deus
E, mãos unidas, se põe a rezar.
Alguma coisa estranha e celeste
É essa menina do último andar.


Foto e poema: Jaquelyne de Almeida Costa

Pai

Imagem
(Composição: Fábio Jr.)
Pai!

Pode ser que daqui a algum tempoHaja tempo prá gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez...
Pai!

Pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre
Esses vinte ou trinta
Longos anos em busca de paz...
Pai!

Pode crer, eu tô bem
Eu vou indo
Tô tentando, vivendo e pedindo
Com loucura prá você renascer...
Pai!

Eu não faço questão de ser tudo
Só não quero e não vou ficar mudo
Prá falar de amor
Prá você...
Pai!

Senta aqui que o jantar tá na mesa
Fala um pouco tua voz tá tão presa
Nos ensine esse jogo da vida
Onde a vida só paga prá ver...
Pai!

Me perdoa essa insegurança
Que eu não sou mais
Aquela criança
Que um dia morrendo de medo
Nos teus braços você fez segredo
Nos teus passos você foi mais eu...
Pai!

Eu cresci e não houve outro jeito
Quero só recostar no teu peito
Prá pedir prá você ir lá em casa
E brincar de vovô com meu filho
No tapete da sala de estar
Ah! Ah! Ah!...
Pai!

Você foi meu herói meu bandido
Hoje é mais
Muito mais que um amigo
Nem você nem ninguém tá sozinho
Você …

Livro do Dia: Mentes Perigosas

Imagem
Meu interesse na área de Psicologia vem aumentando consideravelmente.
E assistindo a um programa na Rede Vida, descobri um livro, aparentemente, muito interessante, intitulado: Mentes Perigosas - O psicopata mora ao lado, da Dra. Ana Beatriz B. Silva.

Essa Dra. possui um site muito interessante: http://www.medicinadocomportamento.com.br/

Acessem!

"Mentes Perigosas: o psicopata mora ao lado"
*Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva

Frios, manipuladores, cruéis e destituídos de compaixão, culpa ou remorso.Utilizam-se de seu charme e inteligência para impressionar, seduzir e enganarquem atravessa o seu caminho. Estão camuflados de executivos bem-sucedidos,bons políticos, bons amigos, "pais e mães de família" e não costumam levantarsuspeitas sobre quem realmente são.Estes são os psicopatas, e, quando pensamos em um deles, logoimaginamos um sujeito violento, com aparência de assassino e que pode serreconhecido em qualquer lugar. Não é tão simples quanto se pensa. A maiorianunca vai ch…

Sophie e Jean Marrie

Imagem
Enamorados os dois
No mesmo fio o beijo
Apertadinhos- desejo-
Asas compartilhadas
Amor que voa
- são pássaros –
E passam livres
Os dois
Bicos unidos depois
Balançam o fio na tarde
Crepuscular amor.




Foto: Cecílio Bastos
Poema :Jaquelyne de Almeida Costa

Colores

Imagem
Rodelas - BA (Colores by Jaquelyne A. Costa)