Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Meu Velho Chico

Imagem
(Foto: Jaquelyne Costa)

Meu Velho Chico em tuas águas eu batizei o meu destino e herdei de ti uma doçura uma fortaleza líquida esperança de minha alma que me faz seguir em frente mesmo nos tempos de seca vou avançando barreiras.

Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Primaveral

Imagem
Eu quis ensinar a primavera
Ao que era gelo e esquecimento
Porque nem mesmo persevera
A esperança dum contentamento.
Eu quis ensinar perfume de flor
Ao que inamovível era
De alma perdida e inodora
Presente sorumbático e incolor. Eu quis ensinar mar e vento
A arte de bem navegar
No coração de quem ama - alento
E não sabe se entregar,
Sem perceber o que fazia
Me perdia pelo mar
Que trazia antigos vestígios
De uma vida a naufragar.
Se perguntarem quem era
Aquela que contra o soturno lutava
Dize, face iluminada, ela mora na primavera
Que traz flores e muitas almas plumadas
Com o peso de um sonho.


Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Alma desnuda

Imagem
(Imagem: Google)


Tudo azul
Olho pra dentro
Me encontro nu.


Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença


Ou isto ou aquilo de Cecília Meireles

Imagem
(Imagem: Google) Por Jaquelyne Costa

Um dos mais belos e mágicos livros da literatura infantil do nosso país. Neste livro a professora, jornalista e poetisa Cecília Meireles nos faz recordar, através dos poemas sutis, um cenário rodeado de brinquedos, lugares, sonhos e fantasias dum país chamado Infância.
Cecília enquanto professora nos apresenta a delícia de brincar com as palavras fazendo nossa língua dançar entre rimas tão bem pensadas como no poema Colar de Carolina: com seu colar de coral/ Carolina corre por entre as colunas da colina.
Já a Cecília poetisa manifesta um aprendizado do sentimento, da sensibilidade aflorada pela memória de quem já foi criança um dia e sente saudade da avó contando histórias, das coleguinhas brincando de senhoras a tomar o chá das cinco, do menino que é dono da lua e faz dela sua bola, da teimosia típica da idade e tantos outros aspectos bordados pela linha dourada do tempo.
Ou isto ou aquilo é um relicário que todos nós temos guarnecido dentro d’alma.






Sou eu a tua guitarra

Imagem
(Imagem: Google)

Sou eu a tua guitarra
Agora.
Toca-me uma canção lenta
E suave
Para que eu possa me acostumar
Aos teus braços, ao teu corpo.
Sou eu a tua guitarra, Amor
Vais dedilhando-me
Para que eu te diga todos os acordes.
Faz-me deslizar entre as tuas pernas
Tirando-me um acorde em Lá maior.
Sou eu a tua guitarra, Amor
Agora sei de que músicas
Meu coração necessitava...
Descubro um mundo, Amor
Quando em mim
Tuas mãos procuram...


Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Diamante de carne

Imagem
(Imagem: Google)

Vem para os meus braços Me exorciza Me renova com teu corpo Nesse silêncio lento Onde valso esse desejo louco. Me dá um pouco Dessa tua boca, Dessas tuas mãos Dessa tua voz rouca. Uma flor-delícia Desmancha em meu seio Como uma carícia Que de teu firmamento veio Trazendo uma canção Explodindo acordes De insana intensidade: Candente emoção. Amor é necessidade E antes que o sol acorde Eu vim para te dizer Segredos da lua  Me fazem ficar como estrela Querendo despencar do céu Que esse azul flutua Como um aprendiz Que em teus olhos Busca ser feliz. Me exorciza Tira de mim aquilo que eu guardei E é disso que precisa Um amor eterno Aquele que sonhei. Eu vim para que possas acreditar No desejo verdadeiro De nunca ser sozinho
De ser totalmente inteiro. Desmancha em meu seio Um diamante de carne Que bate violento Pulsando vermelho O anélito que dividi-se ao meio Duas metades de mim: uma é corpo sem destino quando sozinho num quarto esguio, quando me canso de me dar; a outra é completa e afortunada quando me deixo por ti le…

O meu amor

Imagem
O meu amor não é inspiração, é salvação.

Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Jaquetice do dia:

Imagem
(Foto: Rafaelle Mendes em Olhares.Com)
Esse meu dedo podre o herdei de Ariadne. O fio enrolei e guardei - não faço mais caridade.


Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Haviam proclamado

Imagem
Imagem: Google
Haviam proclamado O dia de graça Mas o amor do pecador É insistente melíflua cachaça.


Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

I ENCONTRO DE EDUCADORES E ESCRITORES DE PETROLINA

Imagem
A União Brasileira de Escritores de Petrolina tem o prazer de convidar a todos para participarem do I Encontro de Educadores e Escritores de Petrolina com o tema “Educação, livro e leitura”. O evento que acontecerá no dia 11 de setembro de 2010 (sábado), às 17h no auditório do Neuman Hotel, é uma realização da UBE Petrolina que há 10 anos vem divulgando e incentivando a escrita e a leitura em nossa região.
O presidente da UBE Petrolina, Uberdan Alves, lembra a importância de ser educador em nosso país, e principalmente alerta para a verdadeira significância do educar que para “ensinar a pensar é preciso saber pensar. É preciso compreender que, não deixando de lado a luta por melhores condições de trabalho, que possibilitem ao professor tempo para se capacitar, ele não pode esquecer o ético compromisso, firmado quando decidiu ser educador, de trabalhar em prol de um mundo melhor, menos injusto, excludente e autodestrutivo. Tudo isso se passa pelo entendimento de que educar ‘é acender um…

Exagerados

Imagem
Só os exagerados têm um coração preparado para o cálice transbordado.



Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

TV Pernambuco vai exibir sexta-feira especial Raiz e Remix Festival

Imagem
Para quem acompanhou os dias 27 e 28 de agosto a intensa programação cultural promovida pelo Raiz e Remix, sabe quantas atrações bacanas passaram pelos palcos principal e da feira, tenda eletrônica, tenda de cinema, cordel fotográfico e feira multicultural. Os que não puderam conferir o evento terão uma nova oportunidade para acompanhar os melhores momentos do Raiz e Remix Festival nesta sexta-feira, 03, às 20h, num especial produzido pela TV Pernambuco, canal 13.
Uma equipe da TV Pernambuco esteve em Petrolina durante o evento realizando cobertura e todo o conteúdo produzido será inserido na grade de programação, além de ser disponibilizado no canal da emissora no YouTube. Mais de 86 municípios pernambucanos sintonizam a TVPE, sendo em Petrolina o canal 13, da TV aberta. Para sintonizar a TVPE em seu televisor acesse o site: http://www.tvpernambuco.pe.gov.br/sintonizar.htm e não perca o Especial Raiz e Remix Festival 2010.


Com informações da Clas Comunicação

Bandolins (Oswaldo Montenegro)

Imagem
Hoje, inspirada por esta bela canção, venho para que possamos experenciar a vivência dessa letra maravilhosa de Oswaldo Montenegro na voz de Altemar Dutra!
Rodopiei ao som dos bandolins...

Ouça a música aqui:

Como fosse um par que
Nessa valsa triste
Se desenvolvesse
Ao som dos Bandolins...
E como não?
E por que não dizer
Que o mundo respirava mais
Se ela apertava assim
Seu colo como
Se não fosse um tempo
Em que já fosse impróprio
Se dançar assim
Ela teimou e enfrentou
O mundo
Se rodopiando ao som
Dos bandolins...
Como fosse um lar
Seu corpo a valsa triste
Iluminava e a noite
Caminhava assim
E como um par
O vento e a madrugada
Iluminavam a fada
Do meu botequim...
Valsando como valsa
Uma criança
Que entra na roda
A noite tá no fim