Eu mesma comigo


Para Taísa Ágatha Costa da Silveira
e a mim mesma.



mas sou teimosa
e vivo em perigo
por estar sempre presa
eu mesma comigo.


Jaquelyne Costa -Janeflí desde nascença

Comentários

Poeta del Cielo disse…
letras profundas cargadas de un sentie que pede a gritarolhar a vida de diferente medida.. bela letra

saludos
otima semana
abracos
D.A.V.I. "Tinho" disse…
Eu topo!
Muito bom isso aqui!
Às vezes a vida, pede pela vida
Passei aqui lendo o que tem pra ler. E observando o que tem para observar. E Exaltando o que tem de ser Exaltado. Estou lhe desejando um Tempo de Harmonia e de muita Inspiração. Entendo ter um blogue Agradavel, muito bom e Interessante. Eu, também tenho um. Muito Simplório por sinal. E estou lhe Convidando a Visitá-lo e, mais. Se possivel Seguirmos juntos por eles. Estarei Muito Grato esperando por Você lá.
Abraços de verdade e, fique com DEUS
Jude Araujo disse…
Parabéns pelo Blog e pelos belos textos, gostei e não foi pouco! =))
Beijão!
Jaquelyne Costa disse…
Saludos, Poeta del Cielo!
Mucho gusto en tenerte acá em mi blog!
Muito obrigada pela visita,amigo! Volte sempre e sempre...a casa é de todos nós!
Besitos
Mário Pires disse…
O ser, precisa de liberdade, ainda que de si mesmo. Entende? bjs bjs Valeu Jaque!
Emília disse…
Cheguei aqui quase por acaso, se acaso houvesse. Gostei de tudo no seu blog!
Um abraço
Tai disse…
Ameeeeeeeeeeeeeeei!!

é meu, é nosso! é pra mim, é pra vc, e pra tudo que se encaixe aqui, nesse vão de mundo que é ser HUMANO.

te amo Jaque, e me orgulho d epeito inflado e voz firme em dizer que sou sua AMIGA.
Ilana disse…
Jaque, há quanto tempo não venho aqui. Mas pelo visto a delicadeza na escrita não mudou nada. Só você mesmo pra escrever tão pouco e dizer tanto. Vou te visitar com mais frequencia, tenha certeza ;)

bjuwww
Jaquelyne Costa disse…
Tinho, você sempre topa!
Jaquesou muito agradecida!

Beijos
Jaquelyne Costa disse…
José, muito obrigada por sua visita!
Com certeza irei ao seu!

Beijos e fique com Deus!
Jaquelyne Costa disse…
Jude, assim você me deixa até mais confiante em mim! rsrs...
Que bom,amiga! Eu gostei muito do seu também! Beijos
Jaquelyne Costa disse…
Marinho, entendi a moral da história sim! rsrs

Beijos, beijos iluminados!
Jaquelyne Costa disse…
Emília, e se por acaso se agradou daqui sinta-se sempre bem vinda!

Um forte abraço!
Jaquelyne Costa disse…
Tai, você sabe que lhe amo demais e a gente ainda vai se ver e eu vou lhe dar aquele abraço, minha irmã!
Beijos
José Teles disse…
Oi, Jaquelyne
de vez em quando passo a vista pelo teu blog. Teus poemas me lembram Torquato
Neto, talez pela incessante preocuação com o "ser". Tu deve conhecer,
mas te mando um dele de que gosto muito,
bjs

Cogito
eu sou como eu sou
pronome
pessoal intransferível
do homem que iniciei
na medida do impossível


eu sou como eu sou
agora
sem grandes segredos dantes
sem novos secretos dentes
nesta hora


eu sou como eu sou
presente
desferrolhado indecente
feito um pedaço de mim


eu sou como eu sou
vidente
e vivo tranqüilamente
todas as horas do fim

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não