A janela aberta da alma

sonho que a moça vive
ainda acordada
a janela aberta da alma
o mistério de se ser
contempla
respira
pausa o instante presente
pressente
que tudo nessa vida
mesmo que muito iluminado pelas lembranças
se esconde nos arcanos do tempo.


Jaquelyne Costa - Janefli desde nascença

Comentários

Ricardo Dib disse…
Compositor de destinos
Tambor de todos os ritmos
Tempo, tempo, tempo, tempo
Entro num acordo contigo...

#CaetanoVeloso

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Poema do sim e do não

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido