Coração Marítimo



Temos um coração marítimo
que vive indeciso
entre manter-se emergido
ora teima em naufragar.
Mas sem nunca ter sabido
do profundo sal a vagar
fica nosso coração marítimo
vez por outra
no infinito a ondular
beijando com paixão e espuma a areia
deixando seus braços azuis devagar.



Jaquelyne Costa - Janeflí desde nascença

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não