Ele passa

(Imagem: Google)

Ele passa
E em delicado gesto
Repousa a mão em meu ombro.

Ele passa
E em solícito cumprimento
Celebra meu nome num sorriso.

Ele passa
E em fervilhante mudo desejo
O amo em silêncio.

Ele passa
Me contempla
E detrás de seus óculos
Há um espelho esmeralda
Onde me vejo cintilar.

Ah, se soubesse
Que quando ele passa
Suspiro
quase inexprimível
seu nome.


Jaquelyne de Almeida Costa

Comentários

Passando por aqui pra te desejar um excelente dia Jacque.

beijooo.
Ana, obrigada,amiga!
Te desejo o mesmo,viu?!

Beijos
Lindooooo.... como sempre!
Parabéns!!!
reginha disse…
Quanta leveza e ao mesmo tempo profundidade nestes teus escritos. Amei. Parabéns, Jaque!
Ana, muito obrigada,viu?!

Beijos
Wllyssys!!
Meu lindo!!!
Muito obrigada!!!

Beijão
Reginha, que delicadeza de palavras!!! Um beijo em seu coração!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não