07 março, 2017

Jaquesou romântica mesmo


Eu não sou desse tempo

Eu não sou desse tempo
de valores distorcidos
amores falsamente construídos
laços frouxos e indecisos.
Eu pertenço ao tempo de outrora
ao tempo de amores verdadeiros
compromissos selados
olhares sinceros
gestos acertados e apaixonados
daqueles que nos deixam uma lágrima
quando o outro vai embora.
Eu não sou desse tempo
de agora
desacertado
acelerado
que (sem saber o nome)
 pegou, beijou e jogou fora.


Jaquelyne Costa

Nenhum comentário:

Eu sei, mas não devia

Eu sei, mas não devia
"A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma." (Trecho da crônica - Eu sei, mas não devia - Marina Colasanti)

Selo Veja Blog - JaqueSou

Jaquesou Jornalista

Jaquesou Jornalista
Clique na imagem e acesse a FENAJ