O dia em que Fernanda Takai cantou 'Simplicidade' para minha mainha

A noite de 07 de novembro de 2016 foi um presente na minha vida. O evento era o 'Entre Margens - Encontro com a Literatura' realizado pelo Sesc Petrolina. Emocionei-me por tudo que aconteceu, principalmente, pela doçura e pelo carinho que recebi: Fernanda Takai cantou uma música que mainha amava (Simplicidade) e sempre que a ouço lembro com muito amor dessa delicadeza que era minha mãe na minha vida! Inesquecível! Minha gratidão ao jornalista Janko Moura por registrar esse momento lindo. Que o 'Oratório da moça que sente saudade' possa proporcionar essa corrente linda de amor, poesia e valorização da vida!

video


Sobre o livro
Oratório da moça que sente saudade, além de uma homenagem para minha mãe, Alcineide Almeida (in memoriam), é também uma colaboração para o Movimento de Combate ao Câncer de Petrolina (MCC) que atende mais de mil pacientes na região do Vale do São Francisco. O livro custa R$ 20,00 e pode ser comprado por depósito ou transferência bancária com frete (de 5 reais) a ser cobrado. Lembrando que toda a renda arrecadada será revertida ao Movimento de Combate ao Câncer de Petrolina. Se puder, por favor, compartilhe e participe dessa corrente de amor, poesia e valorização da vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Poema do sim e do não

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido