Te amo sem alardes e sem engano


Te amo

sem alardes
autofalantes
outdoor nas ruas
escritos nos muros
recados nas redes
e se precisares
saber que sou somente tua
mais de uma vez por segundo
meu peito anuncia sem fim
muito mais arrojado
que todos os artifícios da propaganda
o efeito que me provocas
quando minha boca desenha no ar teu nome
e dentro de mim constante
milhões de pequeninos serem alados vivem
a visitar as flores que surgiram nessa varanda
onde tu recostas teus sonhos
tua cabeça em noites de contemplação da lua
e eu fico bordada de estrelas
luzindo tudo ao redor
arrebatada pela beleza desses instantes.
Te amo
e estou repleta por tua presença
pelo teu afeto que me sustenta
pelo laço que nos foi dado
pelo amor que não é por engano.


Jaquelyne Costa - Janefli desde nascença

Comentários

Jaquelyne disse…
Ah, que maravilha a tua visita!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não