Barcarola de São Salvador


Barcarola de São Salvador

Para a amiga Taisa Silveira


Porque a tua voz me chegou
pressentimento
E a saudade bateu forte
Sofrimento
Aquelas tardes de arrebol
Contentamento
Beijos dados ao mar
Esmaecidos em sal
Ilusão.
Acreditei no juramento
Me fiz forte
Arranquei minhas raízes
Ninei todos os sonhos
Colori-os de outras matizes
Fiz-me barco em teu rumo
Destino sem prumo
Naufraguei em alto-mar.


Jaquelyne Costa - Janefli desde nascença

Comentários

Ester disse…
Que belo poema à sua amiga!

Estou de volta à blogosfera e feliz de reencontrá-la nas rimas poéticas,
estava com saudades de ler seus inspirados poemas,

bjs de carinho.~
Will Carvalho disse…
Teus versos fazem falta. Deveriam me visitar mais!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não