Como uma taça de vinho

(Foto: Jaquelyne Costa)

Sorve-me, amor, com os teus lábios 
essa taça de vinho que sou 
sempre borbulhando, 
e ao entrar em teu corpo
deixarei minha marca de fogo.


Janeflí desde nascença


Comentários

. disse…
Como sempre, profunda! Cada vez mais surpreendente. Parabéns, você realmente sabe o que faz. (Luiz Bringel
Jaqueline!

Belo!Belo!Belo!!

Saudades!

Sonia Regina
Ellen Fernandes disse…
Como sempre belas palavras!!
Menina vc está crescendo e desabrochado ... lindo lindo!!!

Tai disse…
Nossa! me senti esse vinho, nessa taça, que deixa esse rastro de fogo.

Postagens mais visitadas deste blog

Poema do sim e do não