21 de Setembro - Aniversário de minha linda terra

Ontem, 21 de setembro, foi aniversário da cidade sanfranciscana Petrolina. Por motivos "tempológicos" não pude fazer a minha homenagem no dia certo. Mas o amor que possuo está SEMPRE dentro de meu coração. A fotografia que coloquei abaixo é da amiga fotojornalista Silvana Costa, que possui um lindo olhar sobre a menina cristalina do Velho Chico.

Minha querida Petrolina

Petrolina,
Cristalina franciscana
De menina em tuas águas
Hoje vivo na distância.

Em tuas finas tão chuvinhas
Refrescando teus viventes
Que em tuas terras
Sempre muito quentes
Encontram socorro no mais querido
E ilustre cidadão:
O Velho Chico,
Que verde vive no sertão!

Não sei de onde teu nome
Se por teus primeiros moradores
Ou em honra ao Imperador
Em visita às tuas terras,
Sei que tu me fascinas
Pois sou tua filha
Minha amada Petrolina!

De ti não nego a origem
Não te guardo em segredo
Nem te escondo o orgulho
Que extravasa de meu coração
Que sinto ao lembrar-me do ontem
Quando ainda eras um pedaço de terra
Enfeitado por um brilhante penedo
Que de dia nas verdes águas dava um mergulho
E pela noite agregava as aves de rapina do sertão.

Se te chamam a Princesinha do Sertão
Te digo mais ainda
És a Cinderela do Nordeste
És cidade-luz do Pernambuco!

Acreditando na história
De Santana Padilha
Escuto o eco do casamento
Que sucedeu onde hoje é a Catedral
E o padre italiano
A pronunciar dois curtos nomes
O de Pedro e Lina
Que em seu sotaque estrangeiro
Fez-se ouvir Petrolina.

E aqui encerro este poema
Que é uma forma de dizer-te
O quanto és bem quista por esta tua filha
Que mesmo estando em distância
Não te esquece jamais,
Minha querida Petrolina!



Jaquelyne de Almeida Costa

Comentários

Parabéns para sua terra natal.

beijooo.
Ana!!!
Quanto tempo!
Obrigada, viu!!

Um grande beijo

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não