“Jornal é um trambolho que larga tinta”. Eu não aceito essa “propaganda”


Por Jaquelyne Costa

Quando eu soube do evento me interessei porque vi nele uma oportunidade de me especializar mais na minha área, já que aqui são promovidos poucos acontecimentos nessa categoria. Decidida, realizei minha inscrição com muito gosto tendo em vista esse meu objetivo que sempre carrego comigo. Combino de me encontrar com as amigas para irmos juntas ao evento. Caminhamos até o Centro de Cultura. Esperamos. Esperamos. Nos credenciamos. Subimos para o auditório. Sentamos ansiosas. Depois de todas as formalidades da apresentação, fomos ouvir a palestrante da noite, uma publicitária de uma rede televisiva.
Além de trazer dados históricos da rede ainda houve muitos elogios disfarçados de informação sobre a TV. Era a TV a melhor entre as outras redes, a mídia mais acompanhada (sendo que eu um dia ouvi falar que era o rádio, mas...), enfim, foi uma explanação sobre como as coisas “funcionam” naquela empresa. E olha que o tema era para falar sobre os desafios de uma TV Aberta. Outra coisa, acho que esqueceram de avisar a ela que ali naquele auditório havia também estudantes de Jornalismo porque ela só se dirigia aos “futuros publicitários”. Eu estava ouvindo aquilo tudo já com uma certa impaciência. Ao meu redor colegas de curso que também já tinham percebido o caminho da palestra. Até lembrei duma música da Nação Zumbi: Corro e lanço um vírus no ar/sua propaganda não vai me enganar...
Enleio: a publicitária, certa mesmo de que ali só estavam estudantes de publicidade falou a frase de sua desgraça: “...a gente pega o jornal, aquele trambolho que larga tinta...”. A vontade que me atacou foi a de gritar perante todos que ali se encontravam e dizer que jornal não era um trambolho! Jornal é tanto quanto a TV um meio de comunicação. Que é no jornal que suas propagandas são expostas também! Ora!! Trambolho é a ... Ah!! Deixa pra lá!!
Depois disso acho que a noite não fazia mais sentido para mim. Levantei-me silenciosa e sombria só não tinha um copo na mão como numa canção de Gilberto Gil, que diz exatamente o que eu sentia naquele instante o ar sombrio de um rosto/ Está cheio de um ar vazio/ Vazio daquilo que no ar do copo/ ocupa um lugar... Eu queria mesmo era ir embora dali, gritando por dentro, arranhando minha mente com a lembrança da frase que desrespeitou colegas de profissão. Eu só queria uma especialização, não uma frustração...

Comentários

Ernani Netto disse…
Cada um puxa a sardinha para o seu lado!

bjaum
Ex-critor disse…
Jaque,
Infelizmente existe pouquíssimo conhecimento sobre o jornalismo, do dono do jornal ao departamento comercial que ganha dinheiro com as notícias que publicamos. Para eles, somos descartáveis. Mas se acaba o jornalismo, acaba a publicidade. Aí o "trambolho" não vai render um tostão para eles. As pessoas compram o jornal para ler a notícia e a publicidade pega carona. Acho legítimo. Mas a relação correta é essa.

Se prepare porque muita gente pensa como a moça que acha que o jornal é um trambolho. Você terá muitos desafios pela frente. Mas não desanime com o despreparo e a ignorância alheia. Respire fundo e prossiga sua viagem. Já que você citou o Gil, cito o Walter Franco: "tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo".

Beijos
Luiz
Áires Cássia disse…
Olá...passei pra deixar um oi...e percebi que hoje vc está indignada...vou deixar vc ficar quietinha...
Beijos e boa semana.
Infelizmente,cada um fala do que mais lhe convém,sem se importat se o assunto de que fala é cabível para o momento.

Mas,disposição é que nunca irá lhe faltar...

Minha solidariedade!Beijos!Sonia Regina.
Ilana disse…
Eu já imaginava que ia ser assim.. não sei porque as pessoas ainda põe simplesmente: COMUNICAÇÃO, pq não algo mais específico? Pelo menos não perderíamos nosso tempo. Meus 15 reais foram implantados com um único objetivo: Oficinas e mini -cursos. O resto.. eu faço é jornalismo e não publicidade ou marketing. Para as palestra nem fui. Ainda me contaram que "TV aberta" quase nem entrou em debate, já que a palestrante não tinha domínio sobre o assunto.
Ana Carla Lima disse…
Jaque, tô c vc e não abro!
Ahh, se não fossem as linguinhas mais criticas do auditório..n sei não viu!
Seu blog é mto bacana! Legal mesmo. Muito aconchegante..rs. Adorei a poesia q acompanha uma linda foto do ceu.."Himmel". Deixei um com. PARABENS LINDONA. Bjoss! Carlinha
Ric disse…
Mas ki feladaputa!
Que dizer que bom é só o que interessa a ela...?

Beijo, menina indignada!
é menina parecem que esqueceram que o jornal tem mais historia com o nosso pais do que a tv e que através dele é que nasceu a publicidade,quanta ignorancia ,compartilho de sua opnião ,mas nada é em vão olha ai vc escrevendo sobre td isso uma verdadeira jornalista ,parabéns!
ñ se aborreça curta seu fim de semana ok?!bjs!
é menina parecem que esqueceram que o jornal tem mais historia com o nosso pais do que a tv e que através dele é que nasceu a publicidade,quanta ignorancia ,compartilho de sua opnião ,mas nada é em vão olha ai vc escrevendo sobre td isso uma verdadeira jornalista ,parabéns!
ñ se aborreça curta seu fim de semana ok?!bjs!
Jaque, a zagueira do Jornalismo Impresso rsrs.

Outra coisa, tô passando pra pedir que vc olhe seu e-mail... é sobre aquele favorzinho que te pedi em relação ao trabalho de Moisés.
Desculpa tá usando teu espaço sagrado pra essa trivialidade, mas é que sei que vc sempre está por aqui pra ler os recados...

Beijão!
Léo disse…
Ohhhhh quanta indignação.

Não vale a pena estressar por pouco. Levante e saia do auditório. Esse é o descontentamento maior. Te garanto que a palestrante iria sentir.

Ao meu ver, foi uma manifestação muda de sua parte. Aturou tudo aquilo como se fosse um robô. Não tolero essa atitude. Sei que você estava mantendo um nível social neste momento, mais é nestas horas que temos de mostrar personalidade e mostrar o descontentamento.

Eu não consigo manter o meu social diante de tanta indignação.

Mais se você soltasse um FODA-SE taria de bom tamanho. KKKKKKKKKKK

Direto do Rio.
Beijos.
Chris... ჱܓ disse…
Tem selinho pra vc no meu blog!
Uma linda semana!
Bjos!
Cecilio Bastos disse…
Uma fala infeliz da palestrante. Sorte de quem usa filtro solar...
Nade disse…
Olá, querida!
Estou de volta, graças a Deus!
Estava com muita saudade disso tudo... É bom escrever aqui novamente também!
Que palestrante mais sem noção, heim! E tem gente que ainda o chama? Tá na hora de rever os conceitos...
Ah, têm selos no meu blog pra você. Talvez já deva ter ganho, mas receba estes mimos de coração...
Faço também um convite para participar de uma Blogagem Coletiva que estou elaborando sobre o Dia da Música, que é dia 21 de junho... Espero que aceite meu convite!
Grande beijo e um excelente domingo pra você!
E que sardinha né, Ernani?
Maldita sardinha!!!



Beijos=*
Luiz,

obrigada por suas palavras de incentivo!
Não desistirei assim tão fácil!
Não deixarei que me convençam que o Jornalismo é uma porcaria!!Jamais!!

Um grande abraço!
Kkkkkkkkk..

Áires, estava mesmo!
E toda vez que me lembro disso...AiAi..

Beijos=**
Muito obrigada, Sonia Regina!
Sim!!
Nunca deixarei de defender o que é justo!


Beijos=*
Ilana,

Acho que o nome do evento deveria ter sido FOPUB. Ficaria melhor né?
Mas...

Beijos=*
Carlinha!!
Que bom vê-la por aqui!!!

Eu adorei seu blog!
Nem sabia que você gostava tanto assim de poesia!!
Beijos, fotopoetisa!
Carlinha!!
Que bom vê-la por aqui!!!

Eu adorei seu blog!
Nem sabia que você gostava tanto assim de poesia!!
Beijos, fotopoetisa!
Pois é, Ric!!
Bom é só o que a ela dizia respeito.

É um desrespeito!

Beijos=**
Isso mesmo, Guerreira!!

Que bom saber que alguém lembra da história!!!


Beijos=**

Obrigada pela solidariedade!
Emily!!

Ô se não!!!

Tudo bem!Esquenta não!!

Beijokas
Léo,
eu não gostaria de chamar a atenção assim!!!
Não queria descer o nível!kkkkkkkkkkkk..

Deixa pra lá! Um dia ela encontra alguém que lhe diga umas verdades...


Beijos moço-tempestade!
Chris!

Muito obrigada pelo carinho!!!

Beijos
Linda semana também!
Sorte mesmo, Cecílio!!



Beijos=*
Nade!!
que bom você aqui de novo!!

Saudade!!
Obrigada pelas palavras de apoio!!
Aceito os selinhos de coração!!

Muito obrigada por lembrar de mim!!


Beijos e uma linda semana!!
Clayton Ângelo disse…
Muitos profissionais se esquecem que a vida é uma mão-dupla. Não podemos nunca nos fechar em nosso mundo e achar que ele é só do jeito que o vemos. Pessoas assim, "formadoras de opinião" deveriam ter mais cuidado e bom senso ao passarem percepções que muitas vezes podem ser pessoais e não necessariamente realistas. Beijos.
Clayton,

obrigada pelo apoio.
Também concordo com você, essas pessoas deveriam ter mais cuidado mesmo.

Beijos=*

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não