A Beata

(imagem: oglobo.globo.com)

-Que milagre, o senhor por aqui?!

-Não sou nenhum santo. Vá deixando de adulação!

-Que bom que o senhor não mudou nada, sempre com esse jeito autêntico!!
-Já disse. Deixe de besteiras para o meu lado e me traga um néctar celestial. Afinal, a viagem do céu aqui para a Terra é muito cansativa.

-Que mal lhe pergunte, mas se o senhor não é santo, como então veio do céu?

-Mais parece que você é besta mesmo não é? E os aviões, não sabe que existem aviões, aquele negócio grande, feito ônibus, que voa? É que sou um pouco enjoado... Santo não precisa vir pra Terra não!(Falando mais baixo que de costume) Principalmente para o Brasil, lugar onde tudo se tem um preço a cobrar!Aqui tudo é maneira de tomar o dinheiro alheio.
Coitada da Maricota, beata tão esperançosa!Achava mesmo que aquele homem estranho era seu santo de devoção.

-E se o senhor não é meu santinho de devoção, então quem é?
E o homem, mais que de repente, sumiu-se numa forte luz azul que o envolvia. A visita sucedeu do jeito mesmo que Maricota sonhava, pena que foi tão ligeira e com tantos efeitos especiais. E do fundo da sala alguém grita:

-Corta! Tomada encerrada!! OK, Ok!!!

Comentários

ParadoXos disse…
eu teria votado em si, o melhor blog da diversidade poética!

beijos
gostei...
Muito obrigada!!!
Fico feliz em saber disso!!
Acho que ainda estou longe de estar entre os melhores...
Mas é uma honra receber um comentário assim!!

Beijos=*
Caillean disse…
Jaquelyne

Dei boas gargalhadas com A Beata e sempre que posso estou passando por aqui. Gostei do que aqui se respira...descontraçao, teatro, cultura.

Passe na Casa da Floresta que deixei la um Selinho para voce viu linda.

Beijinhus encantados

)0(
Caillean!!!
Muito bom saber que você se diverte aqui!!
A intenção é fazer com que todos que aqui passarem sejam tomados pela irmã Alegria que tanto nos faz bem!!!

Muito obrigada pelo selo!!
Adorei!
Vou postar!!

Um grande beijo!
Luz!
Oh, Jaque! Que estória divertida. Gostei de ler. Tem elementos que eu gosto muito, como por exemplo, a linguagem das pessoas simples. E tem outra coisa, você parece ter deixado de lado um pouco aquela fase de textos melancólicos, típico do poetas românticos. (Deixando claro que isso não é uma crítica, apenas uma constatação, é claro!)

Agora vou confessar uma pequena "decepção" de leitora, se você me permitir. Eu pensei que tudo fosse de verdade, que não fosse uma gravação :(

Quero ler mais coisas suas nesse estilo, é ótimo. Parabéns!
Ai, Emily!!
Que ótimo saber de sua opinião!!
É tão bom saber que alguém gostou tanto assim de uma coisa que a gente escreve...
Hum rum...deixei de lado o Romantismo para viver uma nova fase, estou mudando de pele como disse Abraão!!!
Ainda bem!!
Um grande beijo e prometo que vou escrever mais coisas como essa!!
;)
Juci disse…
kkkkkkkkk...
tadinha, eu tb esperava que fosse um "santo", com certo toque desaforado, mas "santo", decepção pra mim tb.. mas mto bom...
Sua saída para outros horizontes são ainda mais repletas de luz e criatividade..
Juju, que bom que vc gostou!!
Muito obrigada pelo elogio!!!
Ouuuuuuuuu!!!Tô com a bola toda hein!!!kkkkkkkkkkk...

Beijos=*

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não