Confissões


Respiro lentamente o que me dizem as árvores.

Choro porque a saudade emboca como o vento.

Necessito uma urgência de amor.

Eu acredito em fadas.

Quero ser eterna, não dou ouvidos à Glória.

Adoro noites Flicts.





A pontuação de minha vida é sempre final, é sempre fatal.

Concedo-me apenas a poesia possível quando triste.

A tempestade toda vez é sem fim. É melhor viver de sol.

Não quero ser gauche.

O amor de Deus são perfeitas faixas de arco-íris, descobri!

O silêncio, quase sempre, tece em mim uma tristeza.

Meço o grau do amor pelo tamanho da saudade e pelo nível do ciúme.





Jaquelyne de Almeida Costa





Comentários

Erica Maria disse…
Menina, que bonito isso aqui!

Vc me visitou no Confessando, escrevinhando...

Mas como estou linkada com meu outro blog, resolvi vir assim mesmo!

Estou a te seguir com os dois!

Voltarei sempre, lindos textos!

Bjosssssss!
D.Ramírez disse…
Lindo demais Jaq. Essa e as demais. Esou tentando visitar vcs..adoro e sinto falta acredite.
Adorei mesmo.

Besos
Kenia disse…
Ola Jaque sou!
Tem um selo para vc no meu blog porque sempre visito o teu então eu não podia deixar de te indicar!

Está neste link:
Selo Vermelho
Nade disse…
Lindo demais!
Excelente descoberta!
Estive um pouco ausente daqui, mas virei com mais frequencia, até porque adoro o seu blog!
Bjs e excelente domingo!
Erica!!!
Muito obrigada por ir até aqui e pelo elogio!!!

Vamos nos seguindo... porque as palavras nos unem!!

Beijos, querida!

Até logo mais!
D.Ramírez!!!
Que bueno mirarte por acá!!
Obrigada, amigo!
Sua presença é sempre bem-vinda, maravilhosa!!!
Obrigada!!

Grande abraço!

Besos=**
Kenia!!!
Vocên nunca se esquece de mim!Obrigada!!Obrigada por tudo mesmo!

Irei pegá-lo!!Pode deixar!!

Grande beijo=**
Nade!!Sinto sua falta!!
Muito obrigada por estar aqui e comentar!!
É muito importante para mim receber suas palavras,são elas que me incentivam ainda mais!!

Grande beijo!=**
meça o grau do amor, qdo não dependa da saudade,e qdo não exista ciúmes.
Meça o grau do amor, pela interação, pela cumplicidade, pelo prazer de ter.
E se doe, e se dê e faça....
Maurizio
Juci disse…
Linda foto!!
Maurizio... eu meço o amor pelo amor mesmo!
E me doo sim, mas é muito bom ter uma pessoa que se doe também, junto comigo.
Meu querido, "façamos,vamos amar" !!
Ju, eu também achei lindas!
As imagens sempre dizem muita coisa!

Beijokas
Tempestade disse…
Jaquelyne,
Retribuindo a visita!
E lindo post!
Voltarei com mais calma para ler!
Beijos Tempestuosos!
Olá!
Vim lhe convidar para que conheça um pouco do meu trabalho de pintura em camisetas!
Até

http://ramasppfp.sites.uol.com.br/pinturaemcamisetas.htm
http://ramasppfp.sites.uol.com.br/modelos.htm
* Leticia * disse…
Cara, que lindo!!
"Meço o grau do amor pelo tamanho da saudade e pelo nível do ciúme."
ah, que mara, vou vir sempre aqui, se importa?!
adorei!
beijoss
Crystal disse…
Gostei muito do que li aqui!
Beijinhossss
Tempestade, obrigada pela visita!
Espero que voltes mesmo!!!

Abraços também tempestuosos!!
Letícia!!!
Muito obrigada pelo elogio!!
Claro que você pode vir aqui!
Fique a vontade!!
O Jaque Sou é de quem quiser,
é de quem vier...

Beijos=**
Crystal!!!
muito obrigada por vir aqui!!

Beijos=**
Ana Hime, obrigada!!!
Beijos=*
linda mensagem e lindas imagens...
ultimamente não tenho forças p/ medir o Amor, nem sei mais se o cinto...
bjos linda e tenha um ótimo início de semana.
Jacky!!
Amiga... o amor não é só aquele que a gente destina a um anmorado.
Eu estou solteira no momento, mas o amor ainda o sinto por outras pessoas, minha mãe e meu pai, minha família, meus amigos, meus poetas preferidos...
Um grande beijo pra ti e uma ótima semana!!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido

Poema do sim e do não