Himmel

Nesse pincelado de rosa alaranjado
O algodão embebido de azul
Num voar livre pássaro
Que segue num destino infinito
Num lugar onde a vista nem alcança
Estende-se um lençol
Outrora derramado leite
Um dia cortina escura
Possuidor de rebento dourado
Que por vezes chora
Umas lágrimas de gelo
Que quase sempre deixa cair
Umas lágrimas de fogo
Nessa neve safira bordada
de pedaços de cinzas prateadas
Lugar zênite-escarlate crepuscular
Firmamento etéreo de Deus.




Jaquelyne de Almeida Costa

Comentários

Passando pra te deixar um abraço.

beijooo.
Ilana disse…
lindo!.. realmente gostei do seu blog. Já virei seguidora =D
leo disse…
Que texto belíssimo, guria! Realmente, uma detalhada impressão, com misturas de sensações, quase como se estivéssemos sobre uma tela.
Parabéns por mais este texto!
Beijos,
Leo/Pierre
Tem selinho nota 10 lá pra vc amiga.

beijooo
Ana!!!
Muito obrigada pelo selo!!Ele é lindo!!!
Você merece viu!!

Um grande beijo=*
Ilana!!!

Muito obrigada!!
Também gostei muito do seu e estou lhe seguindo!!
Sua forma de escrever é muito interessante!!

Beijos=*
Léo/Pierre!!!
Muito obrigada!!
Realmente, essa foi uma visão que tive, ficou tão impregnada em mim como a paisagem em uma tela.
Tentei ser pintora aqui...

Lindo!!
Amo suas palavras!!
Beijos=*
Léo disse…
"Lugar zênite-escarlate crepuscular
Firmamento Etéreo de Deus"

Essa frase me deu trabalho para interpretar.

Mais deu para sacar que está a falar de uma admiração pelo céu encantado, e a força por trás de tal manifestação.

Direto do Rio.
Beijos.
Isso mesmo, Leo!!

Você é demais, rapaz!!

Gosto da sua intelectualidade divertida!!

Beijos
Ana Carla Lima disse…
Jaque, taí um casamento perfeito: a imagem e a poesia..Sublime explosão de sentidos! Sua poesia, expressão de beleza e arte..é de uma sutileza tão doce, tão mansa, tão sensivel..Um esplendor de confissões!Me apaixonei. Descreve rotinas da natureza, rotinas tão suas..e tão nossas tão encantadoramente que amaciam nossos olhos e almas..PARABÉNS!!! Já é..Poetisa!! BJOS.
Carlinha!!!

Muito obrigada!!
Desse jeito eu vou acreditar hein?!!
Tanto elogio assim me acostuma muito mal!
KKKKKKKKk..

Beijokas=*
Ah!!

Eu adoro o céu!

Sou nefelibata!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Poema do sim e do não

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido