Em você


Quantas coisas são possíveis

quando você está longe?

Quando você está longe?

E quantos dias passam normais

sem você aqui?

E se você aqui...?

Longas as manhãs,

as tardes,

as noites infindas,

minutos intermináveis,

e você também infinito

nestas páginas pinceladas

pela poesia alheia.

Espero a volta da volta

a vinda da vinda

a vida que deixei passar

na esperança.

Quantos lugares ainda restam

que eu não os tenha regado

com as flores de minhas lágrimas?

E quantos passos não caminhados

por meu olhar,

esse triste movimento vago?

Mas eu vou continuar tentando

vou acertar no difícil novamente

porque sou impossível

esse meu amor é irreversível

ponteiro caminhando

no sentido contrário sempre.

Deixei uma carta em cima da mesa

não precisa ler se não quiser

ela está em você,

você sabe muito bem o que escrevi

basta apenas fechar os olhos

e lembrar de tudo o que vivi

e se você vier

não perde tempo com orgulho

porque esse sentimento é a beleza

que molda meu coração

e é por você que eu mergulho

sem ter medo do Não.

Quantos lugares ainda restam

para que eu me encontre com você?

Em você?

Comentários

João Barbosa disse…
O teu blog está ótimo. As músicas são demais. Bom gosto musical. E os textos estão pura cultura.Abraços, fica com Deus !!!
GIUSEPPE MENEZES disse…
Lindo, Jaque. Belíssimo texto!!!! Mais uma vez, te dou todos os parabéns.

Dúvida: seu blog não tem "feed"?
Jaquelyne disse…
João, muito obrigada por vir até aqui, em meu bloguinho!!
Você será sempre muito bem vindo aqui!!
Apareça mais vezes!!
Beijos=**
Jaquelyne disse…
Ah,Gepp!!
Você sempre tão gentil!!!
O que seria de mim e o Jaque Sou sem você e seus comentários tão importantes para o alimento dessa alma poética que busca alcançar nas pessoas a sua alma.
Meu querido, eu não entendo isso de feed.Você poderia me explicar e me auxiliar nisso?
Beijos,Gepp!
Ósculos e amplexos!

Postagens mais visitadas deste blog

Descendentes de Ares, doentes de um ódio cancerígeno

Poema do sim e do não

Amor jamais será essa coisa pálida que faz você se sentir pequeno e esquecido